terça-feira, 3 de outubro de 2017

Dicas: O problema do tom da base







Olá!!!

Para obtermos uma maquilhagem linda e poderosa a regra número 1 é ter a pele bem feita e sim, eu sei que na hora de comprarmos a base nem sempre é fácil escolhermos o tom que mais se adequa à nossa pele. Sei perfeitamente que todas já compramos uma base num dia bastante preenchido e, quando lutamos contra o tempo, as coisas não correm muito bem. Principalmente, quando vamos ao supermercado e, como não conseguimos testar, trazemos umas duas ou três (alguma deve ser o meu tom ahah) portanto não vamos falhar. Vou dar uma dica para quem gosta de testar bases de supermercado. Mesmo que tragam um tom acima da vossa cor de pele ou um tom abaixo não se preocupem façam misturas de cores. Eu faço isso. Tenho imensas bases que não são da cor do meu tom de pele e, para não as deitar fora, misturo os tons claros com os mais escuros e obtenho sempre a minha cor. Há também aquelas pessoas que só testam a base no pulso. Isso é muito errado. O correto é testarem no rosto (nem sempre o tom do nosso rosto é o mesmo que o do nosso pulso). Também é preciso paciência porque é bom experimentar vários tons e várias marcas. Por vezes, optamos por experimentar apenas duas marcas ou três e podemos estar a deixar para trás outras marcas que podem ser mais adequadas à nossa pele e mais económicas também. Uma boa dica é a pesquisa de tutoriais. Sempre fiz isso. Através dos tutoriais ficamos com uma noção mais ampla daquilo que estamos à procura (qualidade/preço) e também daquilo que não devemos comprar. Quanto às bases que temos guardadas e achamos que são claras ou escuras de mais (que já não há solução), não há problema, usamos como contorno (escuras) ou iluminador (claras), assim não desperdiçamos nenhuma base.


Beijo grande!
Cláudia Fernandes

Sem comentários:

Enviar um comentário